A frescura da natureza na casa de banho

É hora de começar a pensar verticalmente quando se trata dos projetos de jardinagem!

Embora as plantas envasadas tenham a vantagem de serem colocadas em qualquer lugar, elas podem ocupar espaço e exigir uma manutenção mais cuidada. Os jardins verticais são uma opção que otimiza espaço, um elemento decorativo marcante e uma alternativa aos vasos de plantas.

Jardins verticais exteriores:
Os jardins verticais exteriores têm a vantagem de ter luz solar natural direta, oferecendo por isso maior variedade de plantas para a sua aplicação. Conferem aos edifícios uma grande proteção e isolamento acústico, à radiação UV e chuva intensa. No verão, estes jardins usam um processo chamado evapotranspiração, que ajuda a manter fresco o edifício.

Jardins verticais interiores:
Os jardins verticais não só criam um painel ‘verde’ para ao espaço interior, como também ajudam o fluxo de ar natural ao ambiente. Estes jardins podem ser feitos de diferentes de plantas, quer decorativas, quer aromáticas e podem preencher qualquer parede vazia.

A premissa de um jardim na casa de banho é criar um ambiente revigorante contribuindo para uma maior sensação de amplitude, além da sensação de frescura e aconchego da proximidade com a natureza. Para o efeito existem diferentes formas de construir um jardim nesta divisão, por exemplo colocando um canteiro próximo do lavatório, próximo da banheira, ou criar um jardim vertical preenchendo uma parede disponível por completo.

Deixamos aqui o exemplo de aplicação interior no espaço da casa de banho pela Arq. Patrícia Catalão e Traços Interiores, com os produtos Sanindusa

Produtos usados:
Sanitários: série Sanlife
Móveis: série Sanlife
Banheira: série Urb.Y Plus
Revestimentos cerâmicos: marca Love Tiles
Jardim vertical: marca Creative Wall

Créditos:
Arquitectura: Arq. Patrícia Catalão
Fotografia: Ivo Tavares Studio
Jardim vertical: Traços Interiores

>>> Artigos semelhantes:

Partilhe este artigo:
  • Print
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *